PLACA PRETA

 

PLACA PRETA: COMO CONSEGUIR




REQUISITOS


Conforme as Resoluções nºs. 56 e 117 do CONTRAN, o veículo precisa, necessariamente:

I - Ter sido fabricado há mais de trinta anos;

II - Conservar suas características originais de fabricação;

III - Integrar uma coleção;

IV - Apresentar Certificado de Originalidade, reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito - DENATRAN.

Obs: em relação ao item II, adotamos o critério de originalidade mínima de 80% e estado de conservação mínimo de 70%. Em relação ao item III, a coleção poderá ser particular ou de um clube/entidade.

No mais,

- Estar em bom estado, com estado de conservação mínimo de 70%. O carro não pode apresentar muitas partes sem pintura ou enferrujadas;

- O veículo tem de estar limpo na hora da inspeção. Um carro sujo é considerado item desclassificatório;

- Modificações mecânicas são desclassificatórias. Não é permitido mexer no motor, por exemplo, que deve ser todo original.



E DEPOIS?


O proprietário do veículo, de posse do certificado de originalidade, deverá providenciar junto ao órgão de trânsito a mudança da “categoria”. Para isso é necessário apresentar ao Detran os documentos RG, CPF, comprovante de endereço, documento do veículo, Certificado de Originalidade), levar o veículo e recolher as taxas devidas.

O Certificado de Originalidade não tem prazo de validade. As legislações existentes que disciplinam o emplacamento especial, a placa preta, não preveem prazo de validade do Certificado.